Pular para o conteúdo principal

Postagens

NOSSA MISSÃO

Os Estudantes da Bíblia são uma irmandade cristã independente e não-denominacional. As eclésias (congregações) são mundiais. Cada eclésia local é totalmente independente; não temos uma sede central de onde todas as doutrinas emanam.

Os servos ou ministros não são remunerados. São eleitos anualmente por voto de todos os membros consagrados de uma eclésia local, com base nas qualificações bíblicas listadas em 1 Timóteo 3 e Tito 1.

Não fazemos coletas. Todas as despesas são cobertas por contribuições voluntárias e não solicitadas. Na maioria dos casos, não possuímos imóveis. A maioria das eclésias geralmente se reúne em locais alugados ou em lares particulares. Também temos reuniões online, tanto públicas quanto privadas, e oferecemos estudos bíblicos online. Possuímos um vasto acervo de publicações digitais, em diversos idiomas, que podem ser baixadas gratuitamente.

Os Estudantes da Bíblia Bereanos são uma vertente dos Estudantes da Bíblia que procuram adotar a mentalidade "mais n…
Postagens recentes

A comissão dos apóstolos

Versículo-chave:“Ide, pois, e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo o que eu te ordenei. E eis que eu estou convosco sempre até o fim dos tempos.” — Mateus 28:19, 20

Versículos selecionados: Mateus 28:16-20; Atos 1:6-8

Na lição anterior, vimos que o ressuscitado Senhor Jesus deu a seguinte mensagem a um grupo de mulheres: “Ide dizer a meus irmãos que vão à Galileia, e lá me verão.” (Mat. 28:10) Nos versículos selecionados desta lição lemos, em resposta às instruções do Senhor: “E os onze discípulos partiram para a Galileia, para o monte que Jesus lhes tinha designado.” — v. 16

Lá Jesus lhes disse: “Toda autoridade no céu e na terra me foi dada.” (v. 18) Aqui está a prova de que o Jesus ressuscitado não era mais um homem, mas havia sido criado por Deus como um ser espiritual. Pedro escreveu: “Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificad…

O perdão baseado na fé

Versículo-chave: “Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. … E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.”
— Lucas 7:47, 50 Versículos selecionados:
Lucas 7:36-50 As palavras de nossos versículos-chave foram ditas por Jesus após a parábola do credor e dois devedores. Ele contou essa parábola na casa de um fariseu chamado Simão, que estava ouvindo a pregação de Jesus e o convidou para uma refeição em sua casa. — Lucas 7:36 Enquanto Jesus e Simão estavam comendo, uma mulher da cidade, que era conhecida por ser uma pecadora, veio até a casa, evidentemente ciente de que Jesus estava lá. Ela trouxe consigo um vaso com unguento fino de alabastro. O relato continua dizendo que ela “se colocou atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou a molhar-lhe os pés com as suas lágrimas. Depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume.” — vs. 37, 38, NVI Quando Simão, o fariseu, test…

Os Estudos das Escrituras substituem a Bíblia?

Muitos, como o ex-membro do Corpo Governante (liderança) das Testemunhas de Jeová, Raymond Franz, citam uma ou algumas partes de dois parágrafos de um artigo de Russell, colocando-os no contexto da atual doutrina da organização das Testemunhas de Jeová, tendo provar que Russell estava reivindicando para si ser uma autoridade doutrinária suprema, ou que suas publicações, como a obra “Estudos das Escrituras”, eram tal autoridade, e, como tais, suplantam a autoridade da Bíblia. Na verdade, tentam fazer Russell dizer algo que não  cremos que Russell jamais pretendeu dizer com suas palavras. Acreditamos nisso por causa do que Russell afirma no contexto do próprio artigo citado bem como pelo teor geral das obras que ele produziu durante toda a sua vida.  Russell se referiu continuamente à Bíblia, ou a Jesus e aos apóstolos, como a autoridade final, e incentivou outros a fazerem o mesmo.
O trecho em questão, distorcido por muitos, é este:
“Se os seis volumes de ESTUDOS DAS ESCRITURAS constitue…

Consolo

“Mas Deus, por quê?” Essa é a pergunta que brota em nosso coração entristecido pela perda de alguém querido na morte. Simplesmente nos recusamos a crer que tal tragédia realmente tenha acontecido. Se Deus é amor, por que permitiu tal sofrimento? Este livro fornece respostas bíblicas, razoáveis e, acima de tudo, consoladoras para nós.
Mobi (Kindle)Epub (iBooks, Play Books, Kobo, etc.)

Fé de segunda mão

“A fé que tens, tem-na para ti mesmo perante Deus.” — Romanos 14:22, ARA

Muitos, se não a maioria daqueles que professam ser cristãos, têm o que chamamos de “fé de segunda mão”.
É maravilhoso quando outros compartilham sua “fé” conosco; mas, infelizmente, boa parte do que muitos acreditam foi simplesmente passado a eles por outros, sem nenhum teste ou comprovação. O único caminho para que a fé seja verdadeiramente nossa é buscarmos as Escrituras, para nos convencermos.
“Estude para mostrar-se aprovado a Deus, um obreiro que não precisa se envergonhar, ensinando corretamente a Palavra da Verdade.” — 2 Timóteo 2:15 (KJV, em inglês)
Observe atentamente as palavras de Paulo: “Estude para mostrar-se”(isto é, a si mesmo) ... e no início do artigo: “A fé que tens, tem-na para ti mesmo perante Deus.”
Deus nos chamou para termos uma fé individual perante Ele. Ninguém tem o direito de nos dizer em que acreditar, ou nos fornecer credos ou declarações doutrinárias. Nossa fé deve ser pessoal, sem restr…

O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DO CRISTIANISMO

Na época do Concílio de Niceia, em 325 D.C., as coisas tinham chegado a um ponto em que um concílio de bispos, convocado e presidido pelo imperador de Roma, Constantino, elaborou um credo ao qual se esperava que todos os cristãos, em toda parte, aderissem. Mas, que fatores transitórios tornaram possível essa alteração na natureza da primitiva comunidade cristã, transformando-a, em poucos séculos, de uma fraternidade simples num sistema eclesiástico autoritário? O próprio Cristo fundara a congregação cristã sobre si mesmo e sobre seus apóstolos e profetas. (Efésios 2:20-22.)Por que, então, ela se desviara — tanto e tão rapidamente — do ensino e do espírito transmitidos por ele e pelos apóstolos cristãos inspirados e profetas? Lendo as obras de autores cristãos do segundo e terceiro séculos, impressionei-me com a grande ênfase que certos homens começaram a dar à autoridade humana dentro da primitiva congregação. A história do período revelava, nos ensinos publicados, a gradual elevação d…