A pornografia — Um laço de Satanás



A palavra pornografia é o nome originalmente dado à coleção de pinturas ou gravuras obscenas. Essa palavra vem do grego e significa literalmente “escrever sobre prostituta”. Com o tempo, passou a referir-se a qualquer material, escrito ou gráfico, de conteúdo sexual. A indústria pornográfica que produz filmes, revistas, vídeos e sites na internet, também costuma usar outros termos, como “material adulto”. Essa manobra é um eufemismo que visa retirar desse comércio sórdido a pecha negativa que possui.

O DESEJO SEXUAL CORRETO NÃO É PORNOGRAFIA

É importante fazermos uma distinção entre pornografia e o desejo sexual correto, expresso dentro do casamento. O livro de Provérbios nos traz um exemplo disto:

“Beba das águas da sua cisterna, das águas que brotam do seu próprio poço. Por que deixar que as suas fontes transbordem pelas ruas, e os seus ribeiros pelas praças? Que elas sejam exclusivamente suas, nunca repartidas com estranhos. Seja bendita a sua fonte! Alegre-se com a esposa da sua juventude. Gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela. Por que, meu filho, ser desencaminhado pela mulher imoral? Por que abraçar o seio de uma leviana?” (Pro. 5:15-20, NVI)

Também, o livro Cânticos de Salomão diz:

“Beija-me com os beijos de tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho.” (Cân. 1:2)

“Que belo é o teu amor, ó minha irmã, noiva minha! Quanto melhor é o teu amor do que o vinho, e o aroma dos teus ungüentos do que toda sorte de especiarias! Os teus lábios, noiva minha, destilam mel. Mel e leite se acham debaixo da tua língua, e a fragrância dos teus vestidos é como a do Líbano.” (Cân. 4:10-11)

“Os teus beijos são como o bom vinho, vinho que se escoa suavemente para o meu amado, deslizando entre seus lábios e dentes. Eu sou do meu amado, e ele tem saudades de mim. Vem, ó meu amado, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias. Levantemo-nos cedo de manhã para ir às vinhas; vejamos se florescem as vides, se se abre a flor, se já brotam as romeiras; dar-te-ei ali o meu amor.” (Cân. 7:9-12)

Essas passagens mostram que Jeová nos criou com sexualidade e que essa pode ser desfrutada dentro do arranjo do casamento. A pornografia, no entanto, é diferente, pois visa o excitamento sexual gratuito por meio da exibição de (ou textos que formam na mente) imagens explícitas de sexo, nudez e órgãos sexuais sem fazer qualquer distinção moral ou levar em conta o adultério, a prostituição, o lesbianismo, além de formas pervertidas de relações sexuais.

A PORNOGRAFIA NAS NAÇÕES GENTIAS DO PASSADO

A representação gráfica da nudez humana, bem como das relações sexuais, é algo bem antigo na história da humanidade. A arqueologia revelou que em muitas das paredes dos templos pagãos cananeus, que foram destruídos pelos israelitas quando conquistaram a terra por volta de 1.300 anos antes de Cristo (Lev. 26:1; Núm. 33:52), havia desenhos de órgãos sexuais masculinos e femininos. Essas são as formas mais antigas de pornografia que conhecemos. Pelo visto, os cananeus representavam os órgãos genitais nas paredes para excitar os adoradores e estimulá-los à prática da prostituição sagrada.

Os gregos antigos usavam temas pornográficos em canções nas festividades em honra ao deus Dionísio, séculos antes de Cristo. Nas ruínas romanas de Pompéia, destruída na erupção do Vesúvio em 79 d.C., há pinturas pornográficas nas paredes de algumas edificações representando órgãos sexuais masculinos e propaganda de serviços de prostituição.

A pornografia também era usada em algumas culturas orientais antigas como Japão, China e Índia. Nesse último, uma obra bastante antiga e amplamente divulgada é o Kama Sutra, escrito na por volta do ano 2.500 a.C., um manual contendo gravuras das mais grotescas formas de relação sexual. Na Europa medieval, o Decamerão (1353) do italiano Giovanni Boccaccio, obra abertamente pornográfica, tinha grande circulação.

A NAÇÃO DE ISRAEL DEVIA SER PURA

Em contraste, os israelitas, tinham uma atitude totalmente diferente quanto à exposição dos órgãos sexuais. Em suas Escrituras Sagradas estava escrito que Deus providenciou para cobrir a nudez do primeiro casal após a Queda. (Gên 2:25; 3:7-10) Havia uma preocupação para que as vestimentas cobrissem os órgãos genitais (Êxo. 28:42-43), a ponto de existir uma determinação na Lei de Moisés de que o sacerdote deveria ter cuidado para não subir as escadas do altar de forma a deixar seus órgãos genitais expostos. (Êxo. 20:26) Cã, um dos filhos de Noé, foi condenado por ter visto a nudez de seu pai. A própria Bíblia refere-se à genitália de forma reservada, usando às vezes eufemismos como “nudez” (Lev. 18),carne nua(Êxo. 28:42, ARA), “membro viril” (Deu. 23:1, NVI) e “dentre os seus pés” (Deu. 28:57, ARC), só para citar alguns exemplos.

A NOVA CRIAÇÃO DEVE SER PURA

Os membros gerados pelo Espírito Santo de Deus, assim como os sacerdotes israelitas do passado, devem ser puros e imaculados nesse sentido. Nosso Mestre, o Senhor Jesus, deixou isso bem claro:

“Mas eu digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” (Mat. 5:28, NVI)

É inegável que ler ou ver pornografia faz com que o coração deseje aquelas imagens mentais ou gráficas. Nosso Senhor deixou claro que isso é o mesmo que “adultério”. É algo grave, pois a Nova Criação está em união com Cristo. Temos, morando em nós, o Espírito de Deus. (Veja o artigo A morada do Espírito Santo.) Estamos sendo preparados para sermos sua Noiva no céu. Se quisermos alcançar essa honra, precisamos ser uma noiva casta e fiel. Que marido gostaria de ter uma esposa adúltera?

As Escrituras continuam nos aconselhando: “Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne.” (1 Cor. 6:15) Não queremos expor o Espírito de Cristo em nós a essa união ilícita. Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus. Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo. Mas se Cristo está em vocês, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito está vivo por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do seu Espírito, que habita em vocês. Portanto, irmãos, estamos em dívida, não para com a carne, para vivermos sujeitos a ela. Pois se vocês viverem de acordo com a carne, morrerão; mas, se pelo Espírito fizerem morrer os atos do corpo, viverão, porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” (Rom. 8:8-14)

O QUE FAZER PARA NÃO CAIRMOS NESSE LAÇO

A pornografia hoje, reconhecemos, é ubíqua: está em todas as mídias eletrônicas e impressas. Está na TV, na internet, em livros, em revistas e em HQs (revistas em quadrinhos). Está no Facebook e em grupos de WhatsApp, bem como em outros aplicativos. Por mais que haja mecanismos de denúncias nessas mídias para se evitar a disseminação desse tipo de conteúdo, é como tentar conter o fluxo de água de uma barragem rompida com um mero balde. Sabemos, então, que a pornografia estará à nossa espera, mas podemos tomar medidas para evitá-la:


  • Deixe claro a todos que você é um cristão verdadeiro. Se amigos lhe enviarem imagens ou textos questionáveis, não os visualize se possível. Apague imediatamente o conteúdo. Caso insistam em enviar pornografia, bloqueie a pessoa após tê-la avisado.
  • Ao se deparar com pornografia explícita em páginas ou anúncios “pop-up” (que aparecem subitamente na tela de seu computador, celular ou tablet) feche-as imediatamente. Ore a Deus para evitar a tentação de abri-las.
  • Muitas vezes somos bombardeados por imagens que não são pornográficas, mas extremamente sensuais. Tais imagens podem nos induzir a buscar material pornográfico. Evite “continuar a olhar” para elas para evitar que isso aconteça. (Mat. 5:28, NVI)

O MANÁ, A RESOLUÇÃO MATINAL E O VOTO

Desde a época do Irmão Russell, o Maná Celestial Diário (um devocional bíblico) a Resolução Matinal e o Voto têm ajudado a muitos fortalecerem sua intenção — bem no início do dia — de se manterem puros e castos. Em todo o mundo, milhares de Estudantes da Bíblia continuam com essa saudável tradição. A Resolução e o Voto costumam ser lidos nas Convenções, junto com o Maná Celestial do Dia. Pode ser que você não goste de usar o termo “voto”, em virtude do que diz Eclesiastes 5:5: “É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir.” Mas tudo indica que ali o contexto era um alerta contra fazer votos sem a intenção de cumpri-los. Qualquer que seja o caso, você pode, se quiser, chamar de “compromisso”, “intenção” ou outro termo que não fira sua consciência. A seguir, o texto da “Resolução” e do “Voto”:

Minha Resolução Matinal

Meu Primeiro Pensamento Desejo que Seja:

“Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor [para em graça ser ajudado]. Pagarei os meus votos ao Altíssimo.” — Salmos 116:12-14

Lembrando-me do chamado Divino, “Congregai os meus santos, aqueles que fizeram comigo um pacto por meio de sacrifícios” (Salmos 50:5), estou resolvido, com a ajuda e a graça do Senhor, na condição de um dos santos de Deus, a cumprir hoje meus votos, continuando o trabalho de sacrificar a carne e seus interesses, para que eu possa alcançar a herança Celestial qual co-herdeiro junto a meu redentor.

Esforçar-me-ei para ser simples e sincero com todos.

Procurarei não agradar e honrar a mim mesmo, mas ao Senhor.

Terei o cuidado de honrar ao Senhor com meus lábios, que minhas palavras sejam untuosas e abençoadas para todos.

Procurarei ser fiel ao Senhor, à Verdade, aos irmãos e a todos com quem lido, não só nos grandes assuntos, mas também nas pequenas coisas da vida.

Confiando-me ao cuidado Divino e ao controle Providencial de todos os meus interesses para meu bem-estar maior, procurarei não só ser puro de coração, mas também repelir toda a ansiedade, todo o descontentamento, todo o desânimo.

Não farei críticas nem reclamações sobre o que a providência do Senhor permitir, porque

“Com fé podemos confiar Nele, Aconteça o que acontecer.”

Um Voto ao Senhor

Pai nosso que estás nos Céus, santificado seja o Teu nome. Que Teu governo venha a meu coração cada vez mais, e Tua vontade seja feita em meu corpo mortal. Contando com a ajuda de Tua prometida graça para socorro em todo tempo de necessidade, por meio de Jesus Cristo nosso Senhor, registro este Voto.

Diariamente me lembrarei no Trono da Graça Celestial dos interesses gerais da obra da colheita e, particularmente, da parcela que eu mesmo tenho o privilégio de desfrutar nesse trabalho, bem como os queridos co-trabalhadores em toda a parte.

Faço voto de controlar, se possível com mais cuidado ainda, meus pensamentos, palavras e ações, com a intenção de estar mais bem habilitado a servir a Ti e a Teu querido rebanho.

A Ti faço o voto de estar alerta para resistir a tudo que se assemelhe ao Espiritismo e Ocultismo, e, lembrando-me que existem apenas dois amos, resistirei a tais armadilhas com todos os meios razoáveis, como causadas pelo adversário.

Faço o voto adicional, com as exceções abaixo, de que em todos os momentos e em todos os lugares, meu comportamento para com os do sexo oposto em privado será exatamente como me comportaria com essas pessoas em público — na presença de uma congregação do povo do Senhor.

E, na medida do razoavelmente possível, evitarei ficar a sós no mesmo quarto com qualquer pessoa do sexo oposto, a menos que a porta do quarto esteja bem aberta.

Exceções no caso dos Irmãos — esposa, filhos, mãe e irmãs carnais; no caso das Irmãs — marido, filhos, pai e irmãos carnais.

***

A seguinte frase do “Voto” parece ser bem apropriada para ajudar o problema da pornografia:

“Faço o voto adicional, com as exceções abaixo, de que em todos os momentos e em todos os lugares, meu comportamento para com os do sexo oposto em privado será exatamente como me comportaria com essas pessoas em público — na presença de uma congregação do povo do Senhor.”

Precisamos ter em mente que mesmo quando navegamos na internet, assistimos a filmes, etc., ainda estamos “na presença de uma congregação do povo do Senhor”! De modo que nosso comportamento “em privado” seja concordemente puro, santo e aceitável a Deus.

A LEITURA DA BÍBLIA

Acima de tudo, leia a Bíblia diariamente. Tenha um programa de leitura da Bíblia em um ano; há diversos programas desse tipo disponíveis na internet. Aplicativos gratuitos como o YouVersion oferecem esse recurso. Você pode também usar aplicativos para baixar ou ouvir online a Bíblia em áudio. Quanto mais você criar o hábito de ter comunhão com Deus e o Senhor Jesus por meio de suas palavras inspiradas, mais você se sentirá fortalecido para vencer o hábito da pornografia ou outros pecados.

O QUE FAZER SE CAIRMOS NESSE LAÇO:

1. A ORAÇÃO

Uma das primeiríssimas coisas a se fazer é buscar o perdão de Deus em oração. Aproxime-se humildemente do Trono de Misericórdia e Graça de Deus, buscando ajuda espiritual. Lembre-se de que temos, em nossa defesa, o Grande Advogado Jesus, que nos defende perante o Pai: “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” (1 João 2:1)

2. A CONFISSÃO

A Bíblia nos aconselha a buscarmos a ajuda dos “homens mais maduros” da congregação: “Está alguém [espiritualmente] doente? chame os presbíteros [homens mais maduros] da igreja; e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. A oração da fé salvará o doente, e o Senhor o restabelecerá; e se tiver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.” (Tiago 5:14, 15) Essa provisão de buscarmos a ajuda de cristãos maduros é fundamental, pois demonstra que não queremos “esconder” nossas fraquezas, pois a Palavra de Deus diz, na sequência (v. 16): “Portanto, confessai vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados. A súplica de uma pessoa justa é muito poderosa e eficaz.” No caso de uma irmã, ela também pode buscar a ajuda de outra irmã mais madura. É claro que nenhum cristão maduro pode “interceder” pelo pecador; a confissão principal deve ser feita diretamente ao Senhor. Só ele pode perdoar. Mas confidenciar-se com um irmão ao irmã mais maduros da eclésia, e orarem juntos sobre o assunto, pode ser um verdadeiro bálsamo e alívio, como um óleo derramado sobre uma ferida. Naturalmente, cabe ao errante determinar o grau de informações que será compartilhado com o irmão ou irmã que lhe ajuda, ao passo que o errante sabe que Deus, que “lê os corações” sabe todas as coisas, e que todas as nossas obras, boas ou más, um dia serão expostas: “A obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um.” (1 Cor. 3:13)

3. NÃO SE DEIXE VENCER PELA TRISTEZA

A tristeza piedosa é correta, mas é importante não deixarmos ser vencidos pela extrema tristeza caso estejamos lutando contra a pornografia e caiamos várias vezes nesse erro, pois Satanás pode distorcer esse sentimento. Ele pode tentar inculcar em nós o pensamento de que “não valemos nada” ou “jamais venceremos essa fraqueza” ou, pior, “cometi o pecado contra o Espírito Santo” para nos desanimar e causar uma tristeza profunda ou depressão. Mas ainda que estejamos muito tristes por nosso erro, devemos nos lembrar de 1 João 3:20, que diz: “Se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.” E, também, de Provérbios 24:16: “Pois ainda que um justo caia sete vezes, sete vezes tornará a se erguer.” Isso quer dizer que enquanto você estiver lutando e se levantando de suas quedas, Deus lhe considera “justo”! Que pensamento acalentador!

Todos nós precisamos ficar atentos para não cairmos no laço da pornografia. Se você estiver lutando contra isso, não desanime! Continue se esforçando para vencer a carne e seus desejos errados, e, com a ajuda de Deus, você poderá ser “mais que um vencedor” e ganhar a “honra a glória e a imortalidade” no céu. Que gloriosa vitória!



Comentários

Postar um comentário

Obrigado por expressar sua opinião!

Postagens mais visitadas