Pular para o conteúdo principal

A figueira e a proximidade do Reino de Deus

Português 🇧🇷


Que relação tem a figueira mencionada em Lucas 21:29-31 com a restauração de Jerusalém e o Reino de Deus?
O texto diz:
“29 E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;
30 Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.
31 Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.”
É digno de nota que Jesus usou uma figueira nesse texto. Por quê?
Além da oliveira, da videira, do romãzeiro e do espinheiro, a figueira é uma ilustração de Israel, do judaísmo. Quatro dessas cinco “árvores” são mencionadas em uma passagem de Juízes 9:8-15. Certamente, a passagem bíblica que exprime com maior precisão que a figueira é uma ilustração de Israel está em Oséias 9:10, onde Yahweh, o Senhor Deus, diz: 
“Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como as primícias da figueira nova…” 
É o que também se vê claramente em Jeremias 24:3-7: 
“Então, me perguntou o Senhor: Que vês tu, Jeremias? Respondi: Figos; os figos muito bons e os muito ruins, que, de ruins que são, não se podem comer. A mim me veio a palavra do Senhor, dizendo: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Do modo por que vejo estes bons figos, assim favorecerei os exilados de Judá, que eu enviei deste lugar para a terra dos caldeus. Porei sobre eles favoravelmente os olhos e os farei voltar para esta terra; edificá-los-ei e não os destruirei, plantá-los-ei e não os arrancarei. Dar-lhes-ei coração para que me conheçam que eu sou o Senhor; eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus; porque se voltarão para mim de todo o seu coração.”



A figueira era uma das árvores que representam Israel

Que a figueira mencionada por Jesus em sua parábola pode significar a nação de Israel sendo restaurada parece obter apoio adicional no que Jesus havia dito um pouco antes no mesmo capítulo 21 de Lucas, versículo 24, onde diz:
“E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.”
Sabemos que essa profecia começou a se cumprir quando Jerusalém literal foi destruída pelos exércitos romanos em 70 d.C. Os judeus foram espalhados por todas as nações. Mas notem que essa situação não seria eterna, nem irreversível: “Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.”
Os Estudantes da Bíblia Bereanos são bem cautelosos com relação a adotarem uma cronologia fixa para eventos bíblicos modernos. Mas observamos que, com o fim da Primeira Guerra Mundial, o Império Otomano, que ocupava a Palestina e que impedia o retorno dos judeus para sua terra de direito, foi removido.
Isso fica claro com a chamada Declaração de Balfour:
A Declaração de Balfour é uma carta de 2 de novembro de 1917 do então secretário britânico dos Assuntos Estrangeiros, Arthur James Balfour, dirigida ao Barão Rothschild, líder da comunidade judaica do Reino Unido, para ser transmitida à Federação Sionista da Grã-Bretanha. A carta se refere à intenção do governo britânico de facilitar o estabelecimento do Lar Nacional Judeu na Palestina, caso a Inglaterra conseguisse derrotar o Império Otomano, que, até então, dominava aquela região.



Declaração de Balfour

Com o tempo, isso abriu caminho para que o moderno Estado de Israel fosse criado em 1948. Milhões de judeus começaram a voltar para sua terra natal a partir de então. Não mais precisariam estar “espalhados e cativos” por todas as nações.
Esses eventos parecem indicar que a “figueira” (a nação de Israel) está realmente em flor. Junto com Israel, outras árvores também desabrocharam, isto é, apareceram no cenário mundial em virtude das mudanças geopolíticas a partir da Primeira Guerra Mundial.
Esses eventos parecem indicar, junto com os demais "sinais" mencionados por Jesus nos Evangelhos, que o “verão” está muito próximo: o Reino de Deus!
Para maiores informações sobre o futuro papel da nação de Israel no plano de Deus, queira ler nosso livro:

Israel — História e Profecia

  • Qual é o lugar de Israel no plano de Deus?
  • Por que o povo judeu foi perseguido por tanto tempo?
  • Por que o povo judeu foi reunido na Palestina?
  • Quais são as promessas de Deus para o futuro de Israel?
O livreto “Israel — História e Profecia” apresenta a resposta bíblica a estas perguntas.
Baixe aqui um exemplar em PDF.
Este texto não pode ser reproduzido sem a expressa autorização do autor. Todos os direitos reservados. ©

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Biblioteca EBB

Português 🇧🇷 Español 🇪🇸English 🇺🇸Italiano 🇮🇹
🇧🇷Bem-vindo à Biblioteca dos Estudantes da Bíblia Bereanos! Aqui você encontrará publicações clássicas e atuais de diversos grupos de Estudantes da Bíblia, em português, espanhol, inglês e italiano. Volte sempre para verificar as novidades!

ATENÇÃO: Todas as publicações possuem copyright, salvo quando indicado em contrário. As publicações foram traduzidas para o português, o espanhol e o italiano com a autorização das respectivas eclésias e/ou autores. Você pode baixar as publicações para uso pessoal, mas em hipótese alguma poderão ser vendidas. Também não deverão ser disponibilizadas em outros sites, salvo com a devida autorização do(s) autor(es).

🇪🇸¡Bienvenido a la Biblioteca de los Estudiantes de la Biblia Bereanos! Aquí encontrará publicaciones clásicas y actuales de diversos grupos de Estudiantes de la Biblia en portugués, español, inglés e italiano. ¡Vuelve siempre para conocer las novedades!

ATENCIÓN: Todas las publicaciones…

O papel das mulheres Estudantes da Bíblia

Português 🇧🇷
Deus de modo algum “diminui” o papel da mulher. No Velho Testamento, por exemplo, vemos que Débora — uma mulher — ocupava o papel de juíza, um papel de liderança.


Mas é importante levar em conta que mesmo no Israel antigo as mulheres não eram escolhidas para o cargo sacerdotal. Na Era Evangélica, o apóstolo Paulo, por inspiração divina, escreveu que as mulheres deveriam permanecer em silêncio nas congregações.
“Pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz. Como em todas as congregações dos santos, permaneçam as mulheres em silêncio nas igrejas, pois não lhes é permitido falar; antes permaneçam em submissão, como diz a Lei. Se quiserem aprender alguma coisa, que perguntem a seus maridos em casa; pois é vergonhoso uma mulher falar na igreja.” ‭‭– 1 Coríntios‬ ‭14:33-35,‬ ‭NVI‬ ‬
 Precisamos, no entanto, entender o que significa “ficar em silêncio”. Será que Paulo se referia ao silêncio absoluto, sem poder dar comentários, etc? O próprio Paulo esclarece isso no capítulo 11 de…

Quantos Estudantes da Bíblia existem ao redor do mundo?

Português 🇧🇷
Visto que não mantemos lista de membros, nem buscamos o mero crescimento numérico, mas, em vez disso, o crescimento em Cristo, essa é uma pergunta difícil de ser respondida em termos mundiais. Porém, segundo informações obtidas de membros do Movimento, um número conservador estaria por volta de mais de 10.000 membros. Um número mais otimista, fornecido por uma irmã antiga na verdade, afirma que seria por volta de 50.000. Esses números fundamentam-se nos seguintes fatos:
Todos os anos, são feitas dezenas de convenções em vários países. Apenas na Convenção Geral realizada em Johnstown, na Pensilvânia, tivemos 450 pessoas na assistência. (É importante dizer que essa convenção “geral” é promovida por apenas um dos grupos existentes, o Dawn Bible Students. Há diversos outros grupos nos EUA, que realizam suas convenções. Há convenções feitas praticamente durante o ano inteiro, só nos EUA.) Duas semanas depois, foi realizada uma Convenção na Polônia, com 1.301 presentes. 
Há diver…