Pular para o conteúdo principal

O nome Jeová e os Estudantes da Bíblia

Português 🇧🇷

Os Estudantes da Bíblia usam o nome Jeová?

Sim, usamos. Alguns preferem a forma Yahweh, por ser considerada mais exata pelos eruditos. Desde a época do Irmão Russell, o nome Jeová tem sido usado. Porém, os Estudantes da Bíblia não fazem um uso abusivo e banal do Nome Divino. Seguimos o padrão do primeiro século, em que os termos Pai e Deus eram usados com mais frequência por Jesus e seus seguidores. É digno de nota que, mesmo na oração-modelo, Jesus não usou o Tetragrama (Jeová), tendo preferido o termo mais íntimo e achegado, “Pai Nosso”. (Mateus 6:9-13)

É correto “restaurar” o Nome Divino no Novo Testamento (Escrituras Gregas)?

Acreditamos que não. Não existe um fragmento sequer, dos milhares existentes, contendo o Tetragrama Sagrado YHWH  (יה-וה) nas Escrituras Gregas (NT). Tudo indica que, no tempo de Jesus, era um tabu pronunciar o Nome Divino. Mas Jeová parece estar mais preocupado com o modo que a humanidade percebe Sua pessoa do que com a forma escrita ou pronunciada de seu nome. Assim, ele trasferiu toda a autoridade para o nome de seu Filho, Jesus:

Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos”. (Atos 4:12)

Acreditamos que Jeová tenha usado o nome de Jesus (e a pessoa de Jesus) para se revelar mais plenamente aos humanos. Um dos nomes de Jesus é Emanuel, que significa “Deus conosco”:

““A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e o chamarão Emanuel” , que significa “Deus conosco”.” (Mateus 1:23, NVI

Estaria o nome Jeová representado no nome Jesus? É uma possibilidade:

“Não ficarei mais no mundo, mas eles ainda estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, protege-os em teu nome, o nome que me deste, para que sejam um, assim como somos um.” (João 17:11,  NVI)

De fato, ao usarmos o nome de Jesus e darmos glória e honra e ele, estamos dando glória e honra ao Pai, Jeová:

“Jesus, pois, lhes disse: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão o que vir o Pai fazer; porque tudo o que ele fizer, o faz também semelhantemente o Filho. Pois o Pai ama ao Filho e lhe mostra tudo o que faz, e maiores obras do que estas lhe mostrará, para que vós vos maravilheis. Pois, assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá vida, assim também o Filho dá vida aos que ele quer. O Pai a ninguém julga, mas tem dado todo o julgamento ao Filho, a fim de que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai, que o enviou.” (João 5:19‭-‬23 TB10

Como saber se a palavra Senhor, no Novo Testamento (Escrituras Gregas) refere-se a Jeová ou a Jesus? 

A palavra “Senhor”, no grego coiné da Bíblia, é kyrios ou kurios (κύριος), que significa “Senhor”, “Lorde” ou “Mestre” e é utilizada como sinônimo de Deus ou Jesus. 

Existe uma regra geral de que, quando Kyrios era precedido do artigo definido grego “ho” (ou suas formas flexionadas), referia-se a Jesus. Sem o artigo, poderia* se referir a Yahweh. (*”Poderia” porque muitas vezes os escritores aplicavam a Jesus textos do Velho Testamento, que originalmente se referem a Jeová.)

Sabemos que essa regra é geralmente correta, ao analisarmos a tradução grega do Salmo 110:1 que diz:  “Diz Jeová ao meu Senhor:  Senta-te à minha mão direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.” (Salmos 110:1, TB10

Esse texto, ao ser citado em Lucas 20:42, ficou assim: “Disse Kyrios (sem artigo) ao  to Kyrio (com artigo “to” flexionado no caso dativo).

Vemos então que Jeová foi substituído por Kyrios, sem artigo definido.

Para saber se “Senhor” refere-se a Deus ou a Jesus, basta procurar uma Bíblia interlinear e ver se, no grego original, a palavra Kyrios aparece com artigo ou não.

Duas observações sobre esse método precisam ser levadas em conta:

  • Variações textuais. Em certo manuscrito a palavra pode aparecer com artigo, mas em outros, não. Isso daria margem para Kyrios referir-se a Jeová ou a Jesus.
  • Muitas vezes o autor, por inspiração, aplicava a Jesus um texto do Velho Testamento (Escrituras Hebraicas) que fala de Jeová. Podemos ver isso em Hebreus 1:10-12, onde Paulo aplica Salmos 102:25‭-‬27 ao próprio Jesus Cristo (mas Salmos fala de Jeová). Por isso, mesmo os tradutores da TNM, das Testemunhas de Jeová, que têm a política de usarem Jeová toda vez que Kyrios for uma citação de um texto onde no Velho Testamento aparece Jeová, deixaram, em Hebreus 1:10-12, “Senhor”, pois o contexto claramente indica que é de Jesus que está se falando:

Isso prova que, no final das contas, mesmo que a citação no Novo Testamento seja de um texto do Velho Testamento onde aparece o nome Jeová, ainda assim pode estar se aplicando ao Senhor Jesus.  E isso é muito sério. Assim como não podemos retirar o nome de Deus do Velho Testamento, não podemos incluí-lo no Novo Testamento, quando não se tem prova definitiva que ele estava lá:

“Declaro a todos os que ouvem as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhe acrescentar algo, Deus lhe acrescentará as pragas descritas neste livro. Se alguém tirar alguma palavra deste livro de profecia, Deus tirará dele a sua parte na árvore da vida e na cidade santa, que são descritas neste livro.”(Apocalipse 22:18‭-‬19, NVI)

Mas será que é correto chamar a Jeová de “Senhor”?

Como vimos, é verdade que o nome distintivo de Deus é Jeová (Yahweh, Javé, Iavé, etc.), representado por quatro letras hebraicas (יהוה), o Tetragrama. Mas a Bíblia também se refere a Deus por títulos, e um deles é Senhor. Prova disso encontra-se em Apocalipse 11:15. Assim, não é errado usar o título “Senhor” para se referir a Deus. Acima de tudo, o cristão verdadeiro, que é filho de Deus, imitará a Jesus e chamará a Deus pelo íntimo termo “Pai”.

A Bíblia também usa “Senhor” para se referir a Jeová. Nesses casos legítimos, o Tetragrama não aparece no texto original.



Que dizer dos que argumentam que a forma correta do nome é outra (Yaohu, Yuhu, etc.) e que se não usarmos uma dessas formas estamos ofendendo a Deus?

Achamos que esse argumento não tem o menor fundamento, e beira o “preciosismo”. O importante não é a pronúncia correta ou a escrita correta, mas sim qualquer forma transliterada do Nome em determinado idioma. A própria Bíblia usa o nome de Deus de forma abreviada “Jáh” (como em SALMO 150:6). Se as regras para o uso do Tetragrama fossem tão rígidas assim, dificilmente seria permitido usar uma abreviatura do Nome, mas no entanto, a Bíblia usa. Não apenas isso, mas a Bíblia usa o Nome Divino incorporado em nomes comuns (como Joel, que significa “Yahweh é Deus”). Quando a Bíblia Hebraica foi traduzida para o grego, na chamada Septuaginta, todos esses nomes foram transliterados para o grego. Os primeiros cristãos usavam essa Bíblia e não há registro histórico de comentários sobre não usar tais nomes transliterados. Resumindo: Ninguém se torna “mais santo” ou mais aceitável a Deus por usar essa ou aquela forma do nome. Precisamos tomar cuidado com essa postura elitista, que acaba desviando a atenção das coisas realmente mais importantes: não a pronúncia ou a escrita de certo nome, mas o que  ensinar sobre o Deus verdadeiro, seu Plano e Caráter.

Este texto não pode ser reproduzido sem a expressa autorização do autor. Todos os direitos reservados. ©

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Biblioteca EBB

Português 🇧🇷 Español 🇪🇸English 🇺🇸Italiano 🇮🇹
🇧🇷Bem-vindo à Biblioteca dos Estudantes da Bíblia Bereanos! Aqui você encontrará publicações clássicas e atuais de diversos grupos de Estudantes da Bíblia, em português, espanhol, inglês e italiano. Volte sempre para verificar as novidades!

ATENÇÃO: Todas as publicações possuem copyright, salvo quando indicado em contrário. As publicações foram traduzidas para o português, o espanhol e o italiano com a autorização das respectivas eclésias e/ou autores. Você pode baixar as publicações para uso pessoal, mas em hipótese alguma poderão ser vendidas. Também não deverão ser disponibilizadas em outros sites, salvo com a devida autorização do(s) autor(es).

🇪🇸¡Bienvenido a la Biblioteca de los Estudiantes de la Biblia Bereanos! Aquí encontrará publicaciones clásicas y actuales de diversos grupos de Estudiantes de la Biblia en portugués, español, inglés e italiano. ¡Vuelve siempre para conocer las novedades!

ATENCIÓN: Todas las publicaciones…

O papel das mulheres Estudantes da Bíblia

Português 🇧🇷
Deus de modo algum “diminui” o papel da mulher. No Velho Testamento, por exemplo, vemos que Débora — uma mulher — ocupava o papel de juíza, um papel de liderança.


Mas é importante levar em conta que mesmo no Israel antigo as mulheres não eram escolhidas para o cargo sacerdotal. Na Era Evangélica, o apóstolo Paulo, por inspiração divina, escreveu que as mulheres deveriam permanecer em silêncio nas congregações.
“Pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz. Como em todas as congregações dos santos, permaneçam as mulheres em silêncio nas igrejas, pois não lhes é permitido falar; antes permaneçam em submissão, como diz a Lei. Se quiserem aprender alguma coisa, que perguntem a seus maridos em casa; pois é vergonhoso uma mulher falar na igreja.” ‭‭– 1 Coríntios‬ ‭14:33-35,‬ ‭NVI‬ ‬
 Precisamos, no entanto, entender o que significa “ficar em silêncio”. Será que Paulo se referia ao silêncio absoluto, sem poder dar comentários, etc? O próprio Paulo esclarece isso no capítulo 11 de…

Quantos Estudantes da Bíblia existem ao redor do mundo?

Português 🇧🇷
Visto que não mantemos lista de membros, nem buscamos o mero crescimento numérico, mas, em vez disso, o crescimento em Cristo, essa é uma pergunta difícil de ser respondida em termos mundiais. Porém, segundo informações obtidas de membros do Movimento, um número conservador estaria por volta de mais de 10.000 membros. Um número mais otimista, fornecido por uma irmã antiga na verdade, afirma que seria por volta de 50.000. Esses números fundamentam-se nos seguintes fatos:
Todos os anos, são feitas dezenas de convenções em vários países. Apenas na Convenção Geral realizada em Johnstown, na Pensilvânia, tivemos 450 pessoas na assistência. (É importante dizer que essa convenção “geral” é promovida por apenas um dos grupos existentes, o Dawn Bible Students. Há diversos outros grupos nos EUA, que realizam suas convenções. Há convenções feitas praticamente durante o ano inteiro, só nos EUA.) Duas semanas depois, foi realizada uma Convenção na Polônia, com 1.301 presentes. 
Há diver…